Você esta aqui
Home > Alimento para fé > Sobre a benção ao final do culto público

Sobre a benção ao final do culto público

Sobre a bênção ao final do culto público

por Hughes Oliphant Old*

Dar uma bênção ao final do culto de adoração é uma das tradições mais antigas da adoração bíblica. Na adoração do templo, esse era um dos pontos altos do culto. Quando o sacrifício tinha sido feito, o sumo-sacerdote levantaria suas mãos em bênção e pronunciara a bênção araônica:

O SENHOR te abençoe e te guarde; o SENHOR faça resplandecer o rosto sobre ti e tenha misericórdia de ti; o SENHOR sobre ti levante o rosto e te dê a paz. Números 6.24-26

Essa forma de oração já era antiga quando Jesus ben Siraque menciona seu uso (Siraque 45.15), e era grandemente amada e um ponto alto da liturgia da sinagoga, mesmo nos dias de Jesus. Ali ela era usada como uma conclusão das orações das dezoito bênçãos.

Mesmo na sinagoga, recitar a bênção ainda era considerada uma prerrogativa dos descendentes do sacerdócio araônico. É interessante que de acordo com o Evangelho de Lucas, quando Jesus terminou seu ministério um pouco antes da sua ascensão, sua oração final pelos discípulos foi uma bênção. Ele conduziu seus discípulos para o Monte das Oliveiras e os abençoou, com suas mãos levantadas (Lucas 24.50)…

NÃO ACABOU, leia o restante ou baixe o artigo no link abaixo:
http://www.monergismo.net.br/textos/adoracao/sobre-bencao-final-culto-publico_oliphant.pdf

Artigos diversos

Topo